Benfica vence Taça da Liga

Partilhar Imprimir

Texto A A A

Benfica vence Taça da Liga

Jara e Javi Garcia marcaram os golos do triunfo encarnado. Luisão na própria baliza fez o golo do Paços de Ferreira. Jorge Jesus apostou em Aimar de início e a vitória foi garantida pela segurança de Moreira.

O SL Benfica venceu o Paços de Ferreira por 2-1 e conquistou a Taça da Liga pelo terceiro ano consecutivo. Primeiro troféu da época dá moral à equipa de Jorge Jesus para o resto da época.

Depois da eliminação na Taça de Portugal há três dias no Estádio da Luz, o SL Benfica procurava em Coimbra um novo fôlego para encarar o resto da época. Os adeptos encarnados compareceram em peso nas bancadas do Estádio Cidade de Coimbra, e não se cansaram de apoiar a equipa até ao final.

O Paços de Ferreira foi a Coimbra com muita ambição, e jogou sempre de igual para igual com o clube da Luz. A equipa de Rui Vitória dispôs-se no terreno de jogo com algumas cautelas, mas sempre disponível para atacar quando tinha oportunidade.

Aos 17’ minutos, as bancadas do estádio recriaram o Inferno da Luz em Coimbra quando Franco Jara, livre de marcação, inaugurou de cabeça o marcador. Fábio Coentrão num excelente trabalho na esquerda fez a assistência para o argentino.

O Paços de Ferreira não se encolheu com o golo encarnado e foi à procura do empate. A equipa de Rui Vitória tanto forçou a entrada na grande área de Moreira que Pedro Proença não teve dúvidas em assinalar uma grande penalidade aos 29’minutos a favor dos pacences.

Chamado à conversão, Manuel José não teve a arte nem o engenho para bater Moreira. O Paços de Ferreira perdia uma excelente oportunidade para igualar o marcador, numa altura em que se apresentava melhor que o SL Benfica. O remate do extremo português foi fraco e previsível.

Não marcou o Paços, marcou o Benfica antes do fim da primeira parte. Javi Garcia surgiu isolado na área, após livre largo da esquerda de Carlos Martins e depois de um primeiro desvio de Luisão, encostou para o fundo das redes aos 42’ minutos.

A segunda parte começou praticamente com o golo do Paços de Ferreira aos 50’ minutos. Uma falha de comunicação na defensiva encarnada fez com que Luisão introduzisse a bola na baliza de Moreira para o 2-1.

Sem nada a perder, a equipa do Paços de Ferreira foi à procura do empate quando ainda faltavam muitos minutos de jogo. Rondón, Leonel Olímpio e Manuel José criaram lances de perigo junto à baliza do SL Benfica mas Moreira não permitiu o empate.

Com o jogo quebrado a meio campo, o SL Benfica aproveitou a falta de proximidade entre os sectores do Paços de Ferreira para criar perigo junto da baliza de Cássio. Aos 76’ minutos, Cardozo teve nos pés a sentença do jogo mas o remate do paraguaio foi fraco e Cássio defendeu sem problemas.

O árbitro deu quatro minutos de desconto mas o resultado manteve-se inalterado. O SL Benfica venceu o Paços de Ferreira por 2-1 e ganhou um novo ânimo para defrontar o Sporting de Braga na meia-final da Liga Europa.

Fonte : SAPO Desporto / Eduardo Santiago e João Agre




NEWSLETTER

Subscreva a nossa Newsletter

 

EMPREGO +